STF do Brasil confirma passe de vacina para viajantes que chegam – MercoPress

STF do Brasil confirma cartão de vacinação para viajantes que chegam

Quinta-feira, 16 de dezembro de 2022 – 20:30 UTC


Brasileiros não vacinados e expatriados devem ser submetidos a 5 dias de isolamento

O Supremo Tribunal Federal do Brasil manteve a decisão preliminar do juiz Luis Roberto Barroso exigindo que os funcionários da imigração apresentassem prova de vacinação contra o COVID-19 antes de permitir a entrada de viajantes estrangeiros no país.

Esta medida visa prevenir a propagação da variante SARS-CoV-2 Omicron. Foi relatado que os estrangeiros que não foram vacinados terão permissão para cruzar a fronteira.

Com seis votos no tribunal de 11 membros, ficou decidido que a medida de certificação de vacinação entraria em vigor. Além de Barroso, os ministros Carmen Lúcia, Alexandre de Moraes, Rosa Weber, Edson Fuchs e a desembargadora Louise Fox mantiveram o certificado de vacinação.

O presidente Jair Bolsanaro se opõe à certificação porque é uma ?? liberdade dos cidadãos? A decisão foi revogada e o Ministério Público recorreu ao STF contra a vinculação da certidão.

Pela lógica de Barroso, brasileiros indígenas e estrangeiros que retornem ao país sem serem vacinados podem entrar, mas devem ser submetidos a cinco dias de isolamento, após os quais devem passar por um teste de RT-PCR.

Para evitar congestionamentos durante a chegada, as companhias aéreas precisam de um comprovante de vacinação antes de permitir que seus passageiros embarquem em seus voos, disse Burroughs. O ministro Luís Roberto Barroso, de acordo com um STF, já deixou claro para o teste de PCR e controle da fonte de vacinação, conforme informado anteriormente à Anvisa, que isso pode ser feito pelas companhias aéreas no momento do embarque. Relatório. O juiz Barroso deu seu veredicto no último sábado.

READ  Melhor oratoria: A melhor escolha para todos os orçamentos

A Associação das Companhias Aéreas do Brasil (Abear) afirmou: “Seus associados já buscam o certificado de vacinação para o Brasil e aguardam a emissão de um novo mandato do governo para padronizar as regras de entrada, decidido pelo ministro Luis Barroso (STF). Dentro do país. “

A Anvisa propôs ao governo federal um passaporte para vacinas, ao qual Bolsanaro se opôs veementemente. Ele não foi vacinado contra Govt.

Em 9 de dezembro, o governo baixou um decreto exigindo que quem deseja entrar no Brasil obtenha o comprovante de vacinação ou isolamento obrigatório. Mas, após um ataque cibernético ao software do Ministério da Saúde, a operação foi colocada em espera.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Portal On Jack