Setor de TI do Brasil vê crescimento em meio à crise do Covit-19

O Departamento de Tecnologia da Informação (TI) no Brasil viu um aumento no número de negócios criados nos últimos três anos à medida que a transformação digital dentro das empresas se acelera, de acordo com a pesquisa.

Segundo estudo da Associação Catarinense de Tecnologia (AGATE) em parceria com a empresa de tecnologia Niova, que conta com financiamento brasileiro, cerca de 85 mil novos negócios foram criados no setor de tecnologia até 2020, um aumento de 25,1% em 2019. Comissão de Estudos e Projetos (FINEP).

“Apesar da epidemia, temos visto um crescimento constante. Com a aceleração da transformação digital, houve um aumento na receita”, disse. [the emergence of] Novas empresas e [an increased] A necessidade de pessoal”, disse Iomani Engelmann, executivo-chefe da Agate.

O estudo constatou que existem atualmente 422,3 mil empresas atuando no setor de tecnologia da informação no Brasil. O estado de Santa Catarina teve o maior crescimento do país no número de negócios de tecnologia criados entre 2015 e 2020 (63,2%). A pesquisa mostra que a taxa de crescimento do estado é superior à média nacional (26,1%). .

O estado de São Paulo se destaca pelo número de empreendedores de tecnologia. De acordo com o estudo, cerca de 197.000 (36,4%) dos 542.000 empresários do setor de tecnologia da informação no Brasil atuam em São Paulo. O estado do Brasil é seguido pelo Rio de Janeiro com 50.000 empreendedores de TI (9,2%) e Minas Gerais com 39.000 empreendedores (7,2%) do setor de TI.

Em termos de receita, o setor de TI do país chegará a 426,9 bilhões de rúpias (US$ 76,7 bilhões) em 2020 – o equivalente a 5,6% do PIB do país, segundo o estudo.

READ  Melhor O Fogo Entre A Névoa: A melhor escolha para todos os orçamentos

O estudo estima que quase metade (48,4%) da receita do setor de TI é de cerca de 206 bilhões de arroz (US$ 36,9 bilhões) no estado de São Paulo. São Paulo é seguido pelos estados brasileiros do Rio de Janeiro (10%), Minas Gerais (6,3%) e Rio Grande do Sul (5,4%) em termos de participação na receita em 2020.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Portal On Jack