Senado brasileiro corrige evangelista Bolzano para Suprema Corte | Esportes



O presidente brasileiro Jair Bolzano deixa um centro de convenções em Brasília, Brasil, na terça-feira, 30 de novembro de 2022, após participar de uma cerimônia de adesão oficial ao Partido Liberal de centro.


Raul Spinas


Por Mauricio Sovereign Associated Press

BRASÍLIA, Brasil (AP) – O Senado brasileiro aprovou o ex-ministro da Justiça evangélico indicado pelo presidente Jair Bolzano para preencher uma vaga no Supremo Tribunal Federal, que teria apoiado o movimento religioso conservador que ajudou a levá-lo ao poder.

Andre Mendonça, 48, é a segunda escolha de Bolzano para o Tribunal Superior de 11 juízes, o primeiro católico moderado Casio Nunes. A aprovação do Senado em outubro do ano passado gerou críticas da plataforma evangélica do presidente.

O presidente católico do Brasil já havia prometido escolher um candidato do “evangelho terrível” para o Supremo Tribunal Federal.

Mentonza está aguardando aprovação desde 13 de julho, mas desentendimentos entre o governo Bolzano e um senador importante paralisaram os procedimentos por meses. Na quarta-feira, os senadores votaram por 32 a 47 para sua indicação. O aliado de Paulsonaro pode sentar-se no Supremo Tribunal Federal do Brasil por até 75 anos.

No início da quarta-feira, um painel do Senado pediu a Mentonza por mais de nove horas.

“Mesmo sendo um verdadeiro evangelista, entendo que não há lugar para manifestações religiosas públicas durante as sessões da Suprema Corte”, disse ele aos senadores. “A Constituição deve ser a base para qualquer decisão de um juiz da Suprema Corte. Eu mesmo digo: na minha vida, a Bíblia, e na Suprema Corte, a Constituição.”

READ  A atração está no Brasil, mas o homem-chave dá uma forte indicação do futuro do Liverpool

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Portal On Jack