Pressões de preços forçam estados brasileiros a adiar leilões de concessões de rodovias

Pressões de preços forçam estados brasileiros a adiar leilões de concessões de rodovias

Os governos estaduais no Brasil estão adiando os planos de realizar leilões de concessões de infraestrutura, principalmente rodovias, pois as empresas estão tendo dificuldades de financiamento diante da persistente pressão inflacionária.

“Atualmente, um dos principais problemas é o descompasso nos preços de alguns insumos da construção civil, que estão acima do índice de inflação oficial. Isso já está causando adiamentos de leilões e provavelmente também fará com que as empresas revejam os contratos de concessão existentes”, disse. Leticia Queiroz de Andrade, sócia focada em infraestrutura do escritório de advocacia Queiroz e Maluf, disse à BNamericas.

A Agência Paulista de Transportes Artesp suspendeu o leilão previsto para quarta-feira para uma concessão para concluir a construção e operar o trecho norte do Rodoanel Mário Covas, de R$ 3 bilhões.

“O governo do estado de São Paulo decidiu adiar o leilão de concessão do trecho norte do Rodoanel devido às incertezas geradas pela grave crise econômica nacional”, disse a Artesp em comunicado.

“A maior inflação na construção civil das últimas duas décadas no Brasil e a alta da taxa de juros (Selic) são alguns dos entraves ao crédito de longo prazo aos investidores – que se tornou mais caro e pouco atrativo”, acrescentou.

A Artesp disse que vai rever o modelo de concessão do trecho do Rodoanel Mário Covas do Rodoanel Paulista para adequar as condições, mas não divulgou uma data para um novo leilão.

As concessionárias de rodovias têm reclamado do aumento persistente dos custos, especialmente o aumento dos preços do asfalto e do cimento, o que está limitando o interesse de novos players em participar dos próximos leilões, segundo alguns especialistas.

READ  Melhor usb hub: A melhor escolha para todos os orçamentos

A inflação anual em meados de abril foi de 12,03%, acima dos 10,79% do mês anterior, segundo o IBGE. O número está bem acima da meta do banco central para este ano de 3,5%.

Com a inflação em patamares elevados, o banco central deverá aumentar ainda mais a taxa Selic, que atualmente está em 11,75%, resultando em desafios extras para as empresas na obtenção de financiamento para projetos de longo prazo.

Outro leilão de concessão de rodovias previsto para este mês também foi adiado devido à pressão inflacionária.

O leilão da concessão do Rodoanel de Belo Horizonte, em Minas Gerais, originalmente previsto para quinta-feira, foi adiado. Minas Gerais planeja oferecer um contrato de PPP de 5 bilhões de reais por 30 anos em 28 de julho, disse um porta-voz do governo estadual à BNamericas.

“O setor rodoviário é o mais sensível à pressão de custos, devido ao forte aumento dos preços do asfalto. Para os demais segmentos, a variação de preços está mais em linha com o índice de inflação”, Camilla Affonso, sócia da consultoria de infraestrutura e investimentos Leggio Consultoria , disse à BNamericas.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

DETRASDELANOTICIA.COM.DO PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
Portal On Jack