Polla mostra que Lula tem uma vantagem mais forte do que Bolzano na corrida Brasil de 2022

O ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva gesticula “Lula é inocente, por que eles tentaram destruir o brilhante líder do Brasil” Brasil São Paulo 12 de agosto de 2021. Release / Carla Corneal / Arquivo de foto

BRASÍLIA, 17 de setembro – O ex-presidente de esquerda brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva está à frente do presidente de extrema direita Jair Bolsanaro por uma margem significativa no comparecimento aos eleitores para as eleições de 2022, disse o pesquisador Datafolha na sexta-feira.

Em julho, o eleitorado de Lula caiu de 46% para 44%, e Bolzano marcou um ponto percentual para 26%.

Na corrida simulada entre os dois, Lula terá 56% dos votos, ante 31%, ante 58% -31% de vantagem na última pesquisa. A primeira variação desde julho caiu no escopo do erro da pesquisa.

Outras pesquisas sugerem clara vantagem de Lula, como aumento da inflação, alto desemprego e declínio da popularidade de Bolsanaro devido à sua manipulação da segunda erupção COVID-19 mortal do mundo.

Nenhum candidato anunciou oficialmente sua candidatura para as eleições de outubro de 2022.

Datafol disse que as manifestações realizadas em 7 de setembro para buscar apoio no conflito com a Suprema Corte de Bolsanaro não mudaram a perspectiva eleitoral.

Candidatos centristas não estão sofrendo, e partidos decepcionantes exigem uma terceira opção para quebrar a disputa polarizada Lula-Bolzano. Grupos de direita convocando um comício “Lula Nor Bolsanaro” em 12 de setembro não conseguiram atrair grandes multidões em São Paulo.

O apoio aos votos de Siro Gomes, do Partido Democrático dos Trabalhadores (PDT), de centro-esquerda, e dos governadores João Toria e Eduardo Light, é de um dígito, assim como o do Partido Social Democrata Brasileiro (PSDB), de centro-direita.

READ  Emirates News Agency - Comitês Parlamentares de Amizade nos Emirados Árabes Unidos, Brasil discutem o aumento da cooperação

A popularidade de Bolsanaro atingiu seu ponto mais baixo desde que assumiu o cargo em 2019, com dados divulgados na quinta-feira mostrando que 53% dos entrevistados não o aceitaram, em comparação com 51% na pesquisa anterior, em julho. consulte Mais informação

O Datafolha disse que suas avaliações positivas caíram de 24% para 22%. A pesquisa não ecoou as preocupações dos eleitores sobre os ataques de Bolsanaro à Suprema Corte por causa do aumento dos preços e da escassez de empregos.

A pesquisa do banco de dados ocorreu entre 13 e 15 de setembro e entrevistou 3.667 pessoas em todo o Brasil, um aumento ou uma queda com uma margem de erro de dois pontos percentuais.

Relatório de Anthony Botley; Edição de Brad Haynes e Filippa Fletcher

Nossos padrões: Políticas da Fundação Thomson Reuters.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Portal On Jack