Pelo menos 7 pessoas morreram e pelo menos três estão desaparecidas depois que uma pedra colidiu com um barco de turismo no Brasil.

Todos os três estavam desaparecidos, mas os esforços de resgate foram interrompidos no sábado devido à “falta de luz natural” em Furnace Lake, em Capitólio. Eles serão reabertos às 5h de domingo, horário local, disse o porta-voz do corpo de bombeiros de Minas Gerais, Pedro Aihara.

Das 32 pessoas atendidas na Santa Casa de Capitólio com ferimentos leves, 23 receberam alta e duas foram tratadas com fraturas em Santa Gaza, no município de Bhumhi, disse Ihara.

Aihara disse que os esforços de resgate continuarão pelo menos até segunda-feira, acrescentando que condições como as vítimas presas sob a rocha podem prolongar a duração desse trabalho.

O presidente brasileiro Jair Bolzano disse que a Marinha enviou uma força de socorro para realizar operações de resgate.

O estado de Minas Gerais, uma região sem litoral no sudeste do Brasil, recebeu recentemente fortes chuvas. Na sexta-feira, o Serviço Nacional de Meteorologia do Brasil emitiu um alerta vermelho para Minas Gerais, com a mídia estatal Agência Brasil relatando 100 milímetros de chuva diariamente por pelo menos quatro dias.

Romeu Jemma, governador de Minas Gerais, disse que a rocha na Lagoa do Forno se soltou devido às fortes chuvas.

“Estou unido às famílias durante este período difícil”, escreveu Gema no Twitter. “Continuaremos a fornecer a proteção e o apoio necessários.”

Um vídeo postado nas redes sociais mostrou turistas em outros barcos em Furnace Lake gritando “Saia daí” antes que a pedra caísse.

READ  Ministro da Infraestrutura do Brasil concorre a governador de São Paulo | WSAU News / Talk 550 AM 99,9 FM

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Portal On Jack