Fluxo de comércio do Brasil com os países árabes chega a US $ 2,56 bilhões – Notícias

O desempenho comercial do Brasil no primeiro bimestre deste ano mostrou a força das relações comerciais entre o Brasil e a região árabe.

O comércio do Brasil com os países árabes aumentou 12,5% em janeiro e fevereiro de 2021, em relação ao mesmo mês do ano anterior, com um valor total de US $ 2,56 bilhões. Os últimos dados foram divulgados pela Câmara de Comércio Árabe-Brasileira (ABCC), o que mostra que os resultados superavitários têm mantido um desempenho positivo.

Nos dois primeiros meses deste ano, as exportações do Brasil para os países árabes chegaram a US $ 1,78 bilhão, um aumento de 12,69% em relação a 2020.

Rubens Hannoon, presidente da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, disse: “O desempenho comercial do Brasil nos dois primeiros meses deste ano mostrou a força das relações comerciais entre o Brasil e a região árabe. Como a vacinação e as fortes medidas de precaução continuam a avançar nesses mercados, isso reflete uma tendência ascendente entre os esforços sérios para a recuperação econômica do impacto da epidemia de Govt-19. ”

“O renascimento atual dá um novo ímpeto para insumos da cadeia de suprimentos e produtos intermediários para que o Brasil e o mundo árabe continuem a diversificar em produtos com um produto acabado de alto valor agregado. Esperamos que a troca continue entregando mais resultados”, disse Hannun .

A região árabe é a terceira maior fonte de bens e suprimentos para a América do Sul, depois da China e dos Estados Unidos. Nesse período, o Brasil exportou US $ 296,87 milhões para a Arábia Saudita; Egito, 8 288,69 milhões; E 4 204,81 milhões de Emirados Árabes Unidos. Os produtos altamente exportados no mundo árabe incluem concentrações de minério de ferro e pirita de minério de ferro; Frango fresco, refrigerado ou congelado; Açúcar de cana ou beterraba e sacarose quimicamente pura; Milho; E produtos de carne. As importações de mercadorias dos países árabes para o Brasil no mesmo período chegaram a US $ 777,69 milhões, enquanto as principais importações da região foram de fertilizantes, combustíveis minerais, óleos minerais, plásticos e alumínio. Os países árabes foram o 6º maior fornecedor das importações brasileiras.

READ  Campos Neto reforça naturalização parcial: Estado

– Business@ejtimes.com

Repórter de Funcionário



Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Portal On Jack