Brasil sediará Uruguai; Argentina sobe na fase de qualificação

São Paulo (AB) – Houve o benefício de uma reunião em casa no Brasil. A Seleção Brasileira é formada por …

São Paulo (AB) – Houve o benefício de uma reunião em casa no Brasil.

A seleção brasileira terá torcedores em casa no estádio pela primeira vez desde o início da epidemia de Covid-19, quando receber o Uruguai nas eliminatórias para a Copa do Mundo, na quinta-feira.

O Brasil lidera as eliminatórias sul-americanas com 28 pontos e a Argentina com 22 pontos em 10 partidas. Os dois terminaram um jogo a menos do que as outras oito equipes do torneio, depois de estarem suspensos sete minutos depois de se enfrentarem no mês passado por questões de saúde.

A segunda colocada Argentina, liderada por Lionel Messi e Rodrigo de Paul, tentará estabilizar a ascensão quando enfrentar o Peru cinco dias depois, após vencer o Uruguai por 3 a 0.

Equador e Uruguai têm 16 pontos cada, mas os equatorianos têm mais vitórias e terminaram em terceiro. A Colômbia está em quinto lugar com 15 pontos. O Paraguai está três pontos atrás na sexta colocação, seguido por Peru (11), Chile (10), Bolívia (9) e Venezuela (7).

As quatro melhores equipes da América do Sul avançarão automaticamente para a Copa do Mundo do ano que vem. O time que terminar em quinto pode deixar o continente rumo a uma vaga no Catar e jogar no continente.

Urugua contra brasil

Se o treino em Manas conta na terça-feira, o técnico do Brasil, Tide, testará três novos titulares contra o Uruguai. Danilo será substituído pelo lateral-direito Emerson Royal, Marquinhos será substituído pelo zagueiro Lucas Verisimo e Gabriel Barbosa será substituído pelo ala Rabinha.

A vitória do Brasil por 3 a 1 sobre a Venezuela e o empate por 0 a 0 com a Colômbia no domingo não mostraram a firmeza do time e pressionaram o armador Neymar. Mas não há dúvida de que Tait continuará fazendo experiências com sua sequência e combinações.

READ  Brasil lança Infra Bonus com leilão de aeroporto de US $ 1,1 bilhão

Uma vitória daria ao Brasil 31 pontos, mais do que qualquer outro time que se classificou para a Copa do Mundo em quarto lugar desde que o formato atual foi estabelecido em 1998. Selenao terá pelo menos seis lutas para se classificar.

Já o Uruguai desiste de cinco defesas que usou na derrota por 3 a 0 para a Argentina. O técnico Oscar Tabares trouxe de volta a combinação pioneira sênior de Luis Suarez e Edinson Cavani nos treinos.

Tabares perdeu outro zagueiro na terça-feira devido a lesão, enquanto Ronaldo Arajo desistiu da partida contra o Brasil devido a uma lesão muscular. O Uruguai já estava sem o zagueiro José Maria Kiminis e o meio-campista Georgian de Arascada.

A expectativa é de que cerca de 10.000 torcedores participem do torneio, que acontecerá na Arena da Amazônia.

Peru contra argentina

A vitória sobre o Peru colocaria Argentina e Lionel Messi mais perto da vaga na Copa do Mundo, o que é muito diferente da experiência da seleção nas últimas edições das eliminatórias sul-americanas.

A Argentina do técnico Lionel Scaloni buscará mais uma vitória decisiva diante dos torcedores domésticos para manter o ritmo após o recente título da Copa América em julho. Ele fará questão de que seus 10 jogadores evitem a suspensão antes de duas rodadas difíceis em novembro, quando a Argentina viaja para o Uruguai e depois para o Brasil.

Os titulares das partidas Gonzalo Montiel, Nicolas Ottamendi, Rodrigo de Paul, Giovanni Lo Celso e Laudoro Martinez perderão o jogo contra o Uruguai se receberem o cartão amarelo.

Os outros cinco jogadores com cartão amarelo devem ser suplentes no estádio monumental de Buenos Aires: German Pessella, Nicolas Tagliafico, Lucas Martinez Quarta, Exile Palacios e Nicolas Tomangius.

READ  Primeira exposição em museu de fotografia moderna brasileira fora do Brasil

Scaloni deve convocar o esquerdista Marcos Acuna, que foi substituído por Nicolas Tagliafico contra o Uruguai. Os meio-campistas argentinos Leandro Parades e Giovanni Lo Celso também podem se aposentar.

Depois da derrota por 1 a 0 na Bolívia no domingo, as chances de se classificar para uma segunda Copa do Mundo consecutiva são mínimas. Mesmo uma vitória na Argentina não seria suficiente para os peruanos reduzirem a diferença para a Colômbia, quinto colocada do Equador.

Na quinta-feira, a Bolívia enfrenta o Paraguai, enquanto o Chile recebe a Venezuela em último lugar.

___

Mais Abby Football: https://apnews.com/hub/soccer e https://twitter.com/AP_Sports

Copyright © 2021 Associated Press. Todos os direitos reservados. Este material não pode ser publicado, transmitido, escrito ou redistribuído.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Portal On Jack