Brasil fecha contrato para 10 milhões de vacinas russas

SÃO PAULO (AP) – O governo federal brasileiro disse nesta sexta-feira que havia chegado a um acordo para a compra de 10 milhões de doses da vacina russa Spotnik V contra a COVID-19, embora a vacina ainda não tenha sido aprovada pela saúde sul-americana agência.

O Ministério da Saúde brasileiro disse no Twitter que os jabs seriam importados pela Unino Guemica, que havia instado o governo a comprar as vacinas, embora sua própria experiência fosse baseada em outros produtos médicos.

O governo brasileiro espera receber 400 mil tiros em abril, 2 milhões em maio e 7,6 milhões até junho.

O ministério informou ainda que está avaliando a produção da vacina Sputnik V pelas fábricas da Unino Guemica no Brasil.

O Brasil já tem contratos para 200 milhões de doses de vacinas, metade AstraZeneca e metade a farmacêutica chinesa Sinovac.

Assim como a Rússia está vacinando seu próprio povo, ela enviou milhões de doses de Spotnik V ao redor do mundo. Analistas dizem que a Rússia busca elevar sua imagem como uma boa potência tecnológica em um momento em que as vacinas de COVID-19 estão baixas porque os países ricos estão estocando vacinas feitas no Ocidente.

De acordo com os dados do Ever World, um site de pesquisa online que compara dados oficiais do governo, apenas 5,5% dos brasileiros foram vacinados, e o país está enfrentando a segunda onda mais letal de COVID-19, com mais de 2.000 mortes registradas em cada uma das duas últimas . Dias.

Mais de 270.000 pessoas morreram da doença no Brasil, com as autoridades esperando semanas graves em março e abril.

READ  Melhor Bolsas De Mano Para Mujer: A melhor escolha para todos os orçamentos

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Portal On Jack