Apple M 2M multa Brasil por envio de iPhones sem carregador

(Foto de Zhang Peng / Lightrocket via Getty Images)

A Apple foi multada em US $ 2 milhões no Brasil por vender iPhones sem carregador.

Além de ser multada (10.546.442,48 reais), a Fundação de Proteção ao Consumidor de São Paulo acusou na sexta-feira a Apple de propaganda enganosa, venda de produtos defeituosos, manutenção de cláusulas contratuais injustas e não conserto de um item em garantia.

“A Apple precisa entender que existem leis firmes e instituições em vigor para a proteção do consumidor no Brasil”, disse o diretor da Broken, Fernando Cabas, em um comunicado. “Deve respeitar essas leis e essas instituições.” Cupertino não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

O iPhone 12 foi lançado no ano passado com um cabo lightning-para-USB-C, mas geralmente sem adaptador de energia ou fone de ouvido. Segundo a Apple, evitar o adaptador de força reduz o tamanho da caixa, permitindo que ela envie mais de uma vez. Embalagens pequenas ajudam a reduzir as emissões anuais de carbono.

Quando Progan é dito Contactou Cupertino no ano passado, Pedindo explicação, a empresa “nunca deu uma explicação definitiva.” De acordo com Site de notícias brasileiro Tilt. A Apple ainda pode apelar da decisão, pedir uma reavaliação do Procana ou rejeitá-la no tribunal.

Os carregadores oficiais USB-C de 20 W são vendidos separadamente pela Apple por 219 reais (US $ 40). No entanto, é impensável que a empresa consiga embarcar os produtos juntos. Por exemplo, ele enfatiza que todo telefone celular inclui algum tipo de kit viva-voz ou fone de ouvido em um esforço para proteger crianças menores de 14 anos da exposição a ondas eletromagnéticas. A multa criminal de 75.000 euros (US $ 89.000) foi suficiente para convencer a Apple a enviar seu hardware por meio de earboats e cabo Lightning-para-USB-C.

READ  Brasil suspende prazo para análise de necessidade urgente da vacina Spotnik V

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Portal On Jack