Alto nível de compromisso no Brasil para proteger as pessoas trans

O Conselho Nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, órgão do governo que fiscaliza os advogados do país, deu um grande passo ontem. Resolução Isso representa melhorias significativas nos direitos humanos para mais de 10.000 adultos com deficiência que vivem em instituições no Brasil.

A nova resolução exige que os advogados inspecionem as empresas adultas com deficiência anualmente e tomem medidas legais contra as empresas por abusos ou má conduta em suas funções administrativas. Infelizmente, esta resolução não cobre o sistema de saúde brasileiro, que administra muitas instituições de longa permanência para pessoas com deficiência. A nova resolução modifica a recomendação irrestrita em relação aos estudos, o que na prática significa pouca fiscalização dos casos.

A Human Rights Watch documentou abusos e negligência em instituições no Brasil contra pessoas trans, muitas das quais foram colocadas lá quando crianças e deixadas para trás pelo resto da vida. Em muitas dessas empresas, temos visto condições precárias, incluindo o uso de restrições físicas e químicas, serviços de saúde inadequados e a perda da capacidade jurídica dos institucionalizados. Alguns disseram que precisavam de permissão da família para deixar a empresa se quisessem. A supervisão do advogado é essencial para prevenir e resolver os abusos. Solicitamos inspeções regulares e completas e esforços rápidos para eliminar o uso corporativo para acabar com o abuso dentro das organizações.

Significativamente, a resolução exorta os defensores a “encorajar ações para uma constituição progressiva” por parte do povo, ou seja, medidas para apoiar as pessoas com deficiência a viverem livremente em sociedade sem instituições. É um reconhecimento significativo do principal órgão de defesa dos direitos humanos fundamentais de que gozam os seres humanos alternativos, determinar onde, como e com quem as pessoas com deficiência devem ser apoiadas, e aqueles que são forçados a viver em instituições têm esse direito negado. . Isso significa transferir recursos para serviços personalizados, como assistentes sociais e assistentes pessoais. A resolução orienta os promotores públicos a monitorar as decisões judiciais que restringem a capacidade jurídica das pessoas com deficiência.

READ  Melhor Mesa Para Notebook: A melhor escolha para todos os orçamentos

Os sistemas de saúde e assistência social do governo também devem garantir que as pessoas com deficiência sejam forçadas a viver na miséria devido à falta de opções significativas. A institucionalização de pessoas com deficiência e a prevenção de sua saída ilegal priva-as de sua liberdade, e é hora de acabar com isso.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Portal On Jack