Acelerar o rastreamento de fornecedores de soja no bioma Cerado, no Brasil

SÃO PAULO, 3 de março (Reuters) – A divisão Brasil da Punk Ltda está lançando um esforço para garantir que os produtores de soja da região do Serrado, que fornecem soja indiretamente, produzam suas safras de forma ambientalmente responsável, informou um comunicado nesta quarta-feira. .

O bioma Cerrado é uma ampla savana tropical ou hotspot de biodiversidade onde a maioria das sementes oleaginosas do Brasil é plantada.

Esta etapa orienta os revendedores de grãos a implementar “métodos de verificação de cadeia” que incluem o uso de imagens de satélite para determinar a aparência dos grãos.

“Os revendedores podem aceitar serviços de imagem independentes ou usar a estrutura de geovigilância do estoque gratuitamente”, disse o comunicado.

O punk, que produz cerca de 25 milhões de toneladas de soja, milho e trigo anualmente no Brasil, está empenhado em eliminar o desmatamento de sua cadeia de abastecimento até 2025.

A empresa diz que já monitora 100% as compras diretas de soja no Brasil, maior produtor e exportador mundial de soja. A iniciativa agora visa elevar os volumes indiretos de 30% para o mesmo patamar.

Como a agricultura em grande escala em Cerado transformou o Brasil em uma potência agrícola, o papel do estoque faz parte de um impulso mais amplo da indústria para produzir alimentos com responsabilidade ambiental e social.

Só nessa região, já monitora mais de 8.000 propriedades e cobre 11,6 milhões de hectares (28,6 milhões de acres), o que representa 96% de suas compras diretas de soja na região. (Reportado por Ana Mano e Roberto Zamora em São Paulo editando por Matthew Louis)

READ  O drama da epidemia brasileira está se espalhando para os vizinhos sul-americanos

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Portal On Jack