A reeleição de Lula seria uma recompensa pela corrupção

Comentário

Ao concorrer às eleições presidenciais de 2002, o ex-presidente do Brasil e agora candidato à presidência, Luiz Inácio Lula da Silva, comumente conhecido como “Lula”, prometeu fazer tudo para combater a corrupção. Em 2002, ele até assinou um “Promessa Anticorrupção” elaborado pela Transparência Internacional.

Ironicamente, porém, a corrupção acabou atingindo níveis sem precedentes durante o governo Lula, de 2002 a 2010. Vários de seus assessores mais próximos, líderes parlamentares e chefes de partidos estiveram profundamente envolvidos em transferências em larga escala de recursos públicos para campanhas eleitorais, enriquecimento privado, e financiamento de funcionários públicos em tempo integral.

O primeiro de uma série contínua de esquemas de corrupção foi revelado em fevereiro de 2004, com uma gravação em vídeo de Waldomiro Diniz, vice-chefe de assuntos parlamentares, cobrando propina de um magnata do jogo para a campanha eleitoral de políticos do PT. Como a ação foi filmada e gravada, Lula não teve outra opção a não ser demiti-lo do partido.

Em outro escândalo de corrupção, o PT de Lula foi flagrado pagando propina a parlamentares em troca de seus votos em agosto de 2005. O caso começou a ser desvendado quando um nomeado político que trabalhava nos correios foi filmado dizendo a dois falsos empresários que eles poderiam ganhar contratos pagando propina a Roberto Jefferson, líder parlamentar do Partido Trabalhista Brasileiro.

Em uma tentativa de desviar a atenção da mídia de si mesmo, Jefferson divulgou outro escândalo muito mais sério. Em 15 de junho de 2005, ele disse a uma comissão de ética do Congresso que o partido no poder estava pagando um subsídio mensal de US$ 12.000 aos parlamentares em troca de seu apoio a projetos de lei do governo, permitindo assim que o governo Lula obtivesse uma maioria “de fato” na votação. Congresso por meio de suborno. Ele nomeou o então chefe de gabinete, ministro José Dirceu, como idealizador do esquema.

READ  Melhor jacket: A melhor escolha para todos os orçamentos
Manifestantes seguram imagens dos políticos brasileiros José Dirceu (C) e João Paulo Cunha (D) e do publicitário Marcos Valério, alguns dos réus no julgamento conhecido como “mensalao”, com roupas de presidiário, em frente à sede do Supremo Tribunal Federal em Brasília. Brasil, em agosto 3, 2012. (Pedro Ladeira / AFP / GettyImages)

Políticas comunistas impulsionaram a corrupção ainda mais

Segundo Arthur Ituassú, professor de relações exteriores,

“Dirceu é uma figura de destaque na vida política brasileira, conhecido da classe política e da mídia do país há muitos anos… Ele treinou como guerrilheiro em Cuba e voltou [to Brazil] disfarçado com uma nova identidade. Durante anos, ele nem revelou seu nome verdadeiro para sua própria esposa. Ele foi bem sucedido nos estudos e na política, onde sua experiência stalinista ajudou muito sua ascensão para se tornar o assessor mais confiável de Lula. O mantra orientador de Dirceu era claro para todos: Não importa como você faz, desde que você faça. Ao operar de acordo com ela, ele era temido e poderoso dentro do PT e (depois de 2002) do governo; e é também como ele planejava chegar à presidência depois que o segundo mandato de Lula expirou em 2010.”

Quando um grupo de parlamentares manifestou o desejo de estabelecer uma Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar esses notórios escândalos, o coordenador político do governo na época, Aldo Rebello, membro do Partido Comunista do Brasil, alegou que qualquer investigação parlamentar seria plano de “forças reacionárias” para desestabilizar o governo “progressista” Lula.

Felizmente, outro deputado, Valdemar da Costa Neto, confessou a um comitê de ética que havia recebido pessoalmente recompensas do partido de Lula. Forçado a renunciar à sua cadeira parlamentar em agosto de 2005, ele revelou o envolvimento do governo em mais um esquema de corrupção no qual ele e outros líderes políticos recebiam propina para apoiar a candidatura de Lula à reeleição nas eleições presidenciais de 2006.

O próprio irmão de Lula não acreditou nele

Por causa do peso das provas contra ele, até mesmo seu próprio irmão, Jackson da Silva, achava “impossível” que Lula não soubesse que a maioria de seus amigos mais próximos, incluindo Dirceu, que renunciou ao ministério em 2005, e Delúbio Soares , tesoureiro do PT, subornavam parlamentares.

READ  Regulador antitruste do Brasil aprova venda da refinaria da Petrobras

“Eles estão com meu irmão há anos. Minha esposa pode me trair por um mês, mas não anos. Se o papai estivesse vivo ele teria puxado a orelha por não dizer a verdade”, disse o irmão de Lula, Jackson da Silva.

Foto do Epoch Times
Apoiadores do presidente Luiz Inácio Lula da Silva seguram uma bandeira do Partido dos Trabalhadores e uma pintura de Lula da Silva durante um comício em 1º de setembro. 1 2006, em Juiz de Fora, Brasil. (Antonio Scorza/AFP via Getty Images)

Curiosamente, o então ministro da Justiça, Nelson Jobim, expressou na ocasião sua oposição ao impeachment de Lula, alegando que isso poderia desencadear “um clima insustentável de confronto, dada a continuidade de sua popularidade e forte base de apoio, tornando o país ingovernável nos próximos anos.” E assim, a mais alta autoridade judiciária do país considerava basicamente a popularidade de Lula mais do que o respeito ao estado de direito.

Corrupção um problema endêmico no governo Lula “progressista”

Talvez também importante seja considerar que, durante o governo Lula, o governo federal empregou mais de 40 mil membros e apoiadores do presidente para trabalhar na administração pública. Isso levou ao presidente aposentado Maurício Corrêa Comente que mesmo os empregos mais técnicos do governo estavam indo para membros não qualificados do partido, que tinham que dar uma taxa de até 20% de sua renda ao PT no poder. Ao ser financiado indiretamente pelos contribuintes brasileiros, o PT, sem surpresa, tornou-se muito mais rico e mais poderoso do que todos os outros partidos no Brasil juntos.

Como se vê, a corrupção foi um problema endêmico durante o governo “progressista” Lula. Naqueles dias, a mídia brasileira estava dia após dia repleta de relatos de inúmeros casos de corrupção generalizada.

Felizmente, esses inúmeros escândalos de corrupção que abalaram o governo Lula tiveram o efeito benéfico de desmoralizar um governo empenhado em estabelecer um regime populista duradouro baseado em uma forma disfarçada de ditadura socialista.

READ  Polícia Federal Brasileira recomenda processo contra armador, capitão e engenheiro-chefe para derramamento de óleo de 2019

Claro, seria incrivelmente imprudente para os brasileiros devolver esse candidato de extrema esquerda à presidência. Pois Lula finalmente poderia terminar o trabalho que havia começado de transformar o Brasil em outra Cuba ou Venezuela. Pessoalmente, não acredito que os brasileiros sejam tão imprudentes. Sob eleições justas e transparentes, é simplesmente impossível conceber que Lula da Silva possa ser reeleito para a presidência do Brasil.

As opiniões expressas neste artigo são as opiniões do autor e não refletem necessariamente as opiniões do Epoch Times.

Augusto Zimmermann

Seguir

Augusto Zimmermann é professor e chefe de direito do Sheridan Institute of Higher Education em Perth. Ele também é presidente da Associação de Teoria Jurídica da Austrália Ocidental (WA), editor-chefe do The Western Australian Jurist e atuou como membro da comissão de reforma jurídica da WA de 2012 a 2017. Zimmermann é professor adjunto da Universidade de Notre Dame Australia, e é autor de vários livros, incluindo “Direito Constitucional Brasileiro”, “Western Legal Theory” e “Christian Foundations of the Common Law”.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

DETRASDELANOTICIA.COM.DO PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
Portal On Jack