Nove ruas do Centro de São Joaquim foram revitalizadas e, desde junho deste ano, embelezam mais a cidade que atrai muitos turistas do Brasil durante o inverno. Além de um novo pavimento, foi feito um ajardinamento, drenagem, implantado um mobiliário e colocadas novas placas de sinalização. Tudo foi feito para priorizar o pedestre e não a passagem dos veículos, seguindo uma tendência mundial de valorizar o passeio.

A revitalização do Centro de São Joaquim é parecida com o que vai acontecer na parte central de Lages. E avaliar o que ocorreu na cidade vizinha, nos dá uma perspectiva do reflexo da futura obra. Para a secretária regional da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de São Joaquim, Solange Pagani, os transtornos que os dois anos de obra trouxeram, valeram a pena. “Há um projeto junto ao Sebrae para que os comerciantes mudem as fachadas, alguns já fizeram isso, outros não. Estamos trabalhando nisso”. A expectativa é que a revitalização de São Joaquim atraía novos investimentos, alavancando a economia local. “Percebemos que os turistas se encantaram com o novo visual da cidade. Muitos moradores não percebem a mudança, mas quem vem de fora, elogia muito”.

Oportunidade>> A ideia agora é que através da segunda edição do Fundo de Apoio aos Municípios (Fundam), os prefeitos possam investir em uma revitalização como foi feito em São Joaquim, ou executem outras melhorias em suas cidades. Em setembro, o governador Raimundo Colombo oficializou a liberação de R$ 700 milhões para a segunda edição do fundo. As áreas de destino dos recursos são: infraestrutura; construção e ampliação de prédios nas áreas de educação, saúde e assistência social; construção nas áreas de desporto e lazer; saneamento básico; aquisição de equipamentos, veículos e materiais destinados aos serviços de saúde e educação; e aquisição de máquinas e equipamentos rodoviários novos, fabricados em território nacional.

Fonte Correio Lageano

Comentários no Facebook