abril 15, 2021

Portal On Jack

Agência de Notícias e Fotojornalismo

O primeiro caso de uma variante imune resistente do Brasil é encontrado na Bay Area

O condado de Santa Clara identificou o primeiro caso do vírus corona causado pela variante B1, que é um pouco resistente a anticorpos e desencadeia um levante mortal no Brasil, anunciaram autoridades de saúde pública na quinta-feira.

Este é o sexto caso de B1 relatado na Califórnia e o primeiro na área da baía. Todos os casos foram notificados nos últimos 10 dias.

O caso do condado de Santa Clara foi identificado em um homem cujo teste deu positivo em meados de março, após viajar para fora da Califórnia, mas para os Estados Unidos. Dos outros cinco casos, quatro estão no sul da Califórnia.

“Queremos recomendar que as pessoas não viajem. Por esta razão, encorajamos fortemente as viagens ”, disse o Dr. Marty Fennership, oficial de teste e imunização do COVID-19 no condado de Santa Clara, que anunciou o caso B1 durante uma entrevista coletiva na quinta-feira. “Viajar para outras partes do país, para outras partes do mundo, tem potencial para se expor e trazer de volta um desses gêneros”.

Pelo menos três das vítimas não têm histórico de viagens, e as autoridades de saúde pública dizem que a variação está se espalhando pela comunidade.

Os relatos da variante P1 estão aumentando em muitos lugares do país, embora o número geral permaneça baixo. Na quinta-feira, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças relataram 79 casos em 19 estados.

Erin Daly (à direita) apresenta um pano para o teste COVID-19 a Marco Garcia de San Jose na Igreja Batista Emmanuel em San Jose. A vacina tornou-se ainda mais importante à medida que surgiram mutações no vírus, abrindo um caminho mortal pelo Brasil.

Leah Suzuki / The Chronicle

Além do caso do condado de Santa Clara, essa variação foi mostrada no sul da Califórnia, nos distritos de San Diego, Orange e San Bernardino e no condado de El Torado, perto de Sacramento.

O condado de San Diego anunciou dois processos na quarta-feira. Uma delas era uma mulher na casa dos 40 anos, cujo teste deu positivo no início de março. Ela não tem histórico de viagens. O segundo caso não era de um residente do condado de San Diego, mas o teste foi positivo.

A variante B1 dominou o Brasil e outras partes da América do Sul e Central, e desencadeou perigosas segundas e terceiras revoltas em alguns países. O Brasil, em particular, foi devastado, com hospitais e unidades de terapia intensiva em todo o país eliminando pacientes nas últimas semanas.

READ  Debinha e Julia marcam gols no primeiro tempo na vitória do Brasil por 2 a 0 sobre o Canadá para completar a Taça Sheffields de 2021