Foto: Gil Silva / Fesporte

A segurança na 57ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina conta com a atuação do helicóptero Águia 4, da Polícia Militar, Guarnição Especial Montada (cavalaria), Motorizada (Rotan), canil, além do policiamento ostensivo nos locais de competições e arredores. Também inclui visitas preventivas nas escolas onde estão alojados os atletas. O efetivo total designado fica em torno de 80 policiais, sem prejuízo ao cotidiano nas ruas de Lages.

O major Frederick Rambusch disse que o planejamento foi feito com antecedência para garantir a segurança dos atletas, dirigentes, árbitros, equipe da Fesporte, assim como do público. As câmeras de videomonitoramento são utilizadas como ferramenta de apoio. “O comandante do batalhão, tenente-coronel Alfredo Nogueira dos Santos, designou o tenente Bruno Mantovani exclusivamente para comandar o trabalho”. Para não prejudicar o policiamento ostensivo diário, estão sendo empenhados os alunos-soldados, em fase de formação,

De acordo com o major Marco Paulo Rangel, o Águia 4 faz dois sobrevoos de 30 minutos em média por dia, nos locais de competição. “É praticamente igual ao nosso trabalho diário, mas durante os jogos estamos focados em pontos de maior concentração de pessoas, como o ginásio Jonas Minosso”. Quando está em solo acaba sendo atração, principalmente das crianças que pousam para fotos.

Os Jasc são uma promoção do Governo de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte em parceria com a prefeitura e Agência de Desenvolvimento Regional de Lages.

Informações adicionais para a imprensa
Orlando Pereira

Comentários no Facebook