Incêndio florestal dentro de perímetro urbano assusta moradores de São Joaquim

A combinação de baixa umidade do ar, frio e estiagem faz com que o estado de Santa Catarina já acumule 1.006 focos de incêndios florestais desde o início do ano até o inicio de agosto. A média é de quase cinco por dia. O levantamento foi realizado pela Diretoria de Tecnologia e Informação do Corpo de Bombeiros Militar.

Em São Joaquim, na Serra, inúmeros incêndios florestais são registrados diariamente. Muitos desses focos, são em áreas urbanas, causando mais perigo a residências elevando a quantidade de fumaça dentro da cidade.

Só na tarde desta terça (01), os bombeiros foram acionados diversas vezes para combater focos de incêndio. A guarnição deslocou equipes com seus veículos de emergência aos focos para o combate.

Um morador, relatou que estava assustado com o incêndio, pois estava ao lado de sua residencia, além de fumaça, estava a fuligem e o calor intenso próximo a sua residencia. “Estou assustado, esse fogo veio perto da minha casa, não sei quem ateou esse fogo, mas quem fez isso não tem noção do perigo que trouxe as casas aqui” frisa o morador.

 

No Estado

A maior quantidade foi observada entre os dias 21 e 28 de julho, quando os 14 batalhões catarinenses registraram 206 ocorrências.

O Corpo de Bombeiros de Santa Catarina afirma que o grande número de incêndios está ligado à ação humana e a fatores climáticos, como a onda de frio e a estiagem que atingiram o estado e mataram boa parte da vegetação. A baixa umidade do ar agrava a situação por facilitar a propagação do fogo.