A partir de 2 de maio, 1.084 homens e mulheres começam o treinamento de formação da Polícia Militar (PM) de Santa Catarina. O anúncio oficial do governador Raimundo Colombo ocorreu na manhã desta segunda-feira no Centro de Ensino da PM, no Bairro Trindade, em Florianópolis.

O reforço no quadro de praças se dá à redução do efetivo no últimos anos no Estado. Atualmente, 10,3 mil policiais fazem parte da corporação, mas menos de 10 mil estão nas ruas das cidades catarinenses. No ato para assinatura da liberação da contratação dos policiais, Colombo fez um discurso oficial em que detalhou os números da nova chamada. Segundo ele, o impacto financeiro será de R$ 70 milhões por ano. Mesmo com a crise, Colombo admite que precisou fazer a chamada diante do agravamento do quadro da segurança:

— Essa é uma decisão que não poderia ser postergada. Temos compreensão do agravamento da questão social.

A formação dos policiais vai durar sete meses. A previsão é que os novos servidores estejam formados na primeira quinzena de dezembro deste ano, segundo o comandante-geral da PM, coronel Paulo Henrique Hemm. O grupo será formado por 987 homens e 97 mulheres. Todos fazem parte dos excedentes do concurso de 2015, em que 711 já foram chamados e contratados.

Foto: Cristiano Estrela / Agência RBS

No evento desta segunda-feira, o governador também prometeu chamar no segundo semestre excedentes do concurso da Polícia Civil que está aberto, além de fazer novos concursos do Corpo de Bombeiros e do Instituto Geral de Perícias (IGP).

Comentários no Facebook