Você sabe dizer por que o seu gato ronrona? Se você respondeu que é porque ele se sente feliz, está correto. Porém, existe uma variedade de motivos que levam os felinos a ronronarem: isso também pode acontecer quando eles estão com medo ou se sentindo ameaçados, por exemplo.

“As pessoas sorriem quando estão nervosas, quando querem alguma coisa e também quando estão felizes. Então, é de se presumir que o ronronar dos gatos também tenha diversas explicações”, afirma a veterinária Kelly Morgan ao site WebMD.

 

Processo cerebral

Tudo começa no cérebro do gatinho: um sinal neurológico é enviado repetitivamente para os músculos da laringe do felino, levando-os a se contrair a uma taxa de 25 a 150 vibrações por segundo. Assim, quando o gatinho respira, o ar que passa por suas cordas vocais produz o reconfortante som de ronronar.

Essa característica está presente em diversos felinos, além dos gatos domésticos. Para isso, é necessário que o animal tenha as estruturas da laringe bem rígidas, pois caso contrário eles irão rugir. Esse rugido, em animais como tigre ou leão, serve, entre outras coisas, para marcar território e impedir que presas e “adversários” tomem o seu lugar.

Comunicação e bem-estar

Gatos domesticados também podem usar o ronronar como forma de comunicação com seus donos humanos. Um estudo da Universidade de Sussex, na Inglaterra, mostrou uma variação no ruído dos gatos semelhante ao do choro de um bebê. Isso levou Karen McComb, que liderou a pesquisa, a acreditar que os gatos podem se “aproveitar” do instinto humano de alimentar seus filhos para conseguir comida mais rapidamente.

Já a cientista Elizabeth Von Muggenthaler acredita que o ronronar pode ser um processo terapêutico para o próprio gato. Ela diz que o som pode aliviar dores, auxiliar no crescimento ósseo e cicatrizar feridas. Além disso, o barulho melhoraria a respiração do animal, além de ajudar na recuperação de músculos e tendões.

Saúde do homem

Mas se o ronronar é bom para a saúde dos felinos, ele também pode ajudar seus donos? Pesquisadores da Universidade de Minnesota, nos EUA, acreditam que os humanos também se beneficiam com o barulho de seus bichinhos. Eles acreditam que os gatinhos são os animais mais eficientes para o controle de estresse humano e para a redução da pressão arterial de seus donos, se comparados com outras espécies.

“O ronronar transmite calma e tranquilidade aos donos de gatos”, diz a especialista Rebecca Johnson. Os pesquisadores de Minnesota fizeram um estudo que durou 10 anos e demostraram que quem possui um gato tem 40% a menos de chances de ter um ataque cardíaco!