Bancada federal discute com Ministério da Saúde habilitações para rede hospitalar catarinense

0

Em audiência realizada ontem terça-feira (7), a deputada federal Carmen Zanotto junto com membros do Fórum Parlamentar Catarinense discutiu sobre o restabelecimento do Certificado de Filantropia da Fundação de Apoio ao Hemosc/Cepon (Fahece) – entidade que executa as atividades no Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina (Hemosc) e no Centro de Pesquisas Oncológicas (Cepon), em Florianópolis. 

 Carmen Zanotto lembrou também para serem contemplados as demais 35 unidades de Santa Catarina que não tiveram a renovação do certificado, em 2016.

 Em relação à filantropia, o secretário de Atenção à Saúde (SAS) do Ministério da Saúde, Francisco de Assis Figueiredo informou que a SAS estuda a publicação de um decreto, que poderá estender, até 31 de dezembro de 2017, o prazo para que as instituições se atualizem e encaminhem seus serviços de gratuidades, que justificam a concessão.

 Ainda foi debatido sobre as habilitações de serviços prestados por hospitais e municípios catarinenses. Como a liberação do credenciamento de novos serviços para os Hospitais Santo Antônio e Santa Isabel, em Blumenau, liberação de credenciamento que está pendente para o Hospital Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Gaspar, Otacílio Costa, Correia Pinto e as UPAs de Fraiburgo e Rio do Sul. Ao todo são dez unidades.

 Os parlamentares também agradeceram o empenho ministro da Saúde, Ricardo Barros, que liberou no ano passado R$ 58 milhões de habilitações serviços para hospitais e municípios catarinenses.

Fotos: Sionei Leão

Mais informações:

Gabinete Carmen Zanotto